Mapeamento de competências: 5 dicas para um processo eficiente

O mapeamento de competências possibilita conhecer mais sobre o seu colaborador e utilizar as suas principais forças a favor dos objetivos estratégicos da organização.

Ao mesmo tempo, estabelecer quais são as principais competências exigidas pelo trabalho garante uma equipe alinhada e um processo de atração mais eficiente.

Para conhecermos mais sobre este processo, no texto de hoje do blog da Neotalk, vamos passar pelos seguintes pontos:

  • O que é o mapeamento de competências?
  • Por que o mapeamento de competências é importante para o RH
  • 5 dicas para fazer um mapeamento de competências eficiente
  • Conheça a Neotalk, seu novo RH!

O que é o mapeamento de competências?

Em suma, o mapeamento de competências é o processo de identificação de habilidades, conhecimentos e comportamentos necessários para operar com aptidão dentro de uma organização.

Dessa forma, o processo identifica os pontos fortes e fracos de um indivíduo, com o objetivo de direcionar a equipe de gestão de pessoas para ações de treinamento e desenvolvimento mais estratégicas.

Por exemplo, uma pessoa ativa e comunicativa alocada em uma posição que exige mais concentração e menor interação com os pares, certamente se sentirá deslocada e sem as competências necessárias para o trabalho.

No entanto, o perfil de competências da colaboradora mostra que ela tem grandes oportunidades em outro setor da empresa, como o comercial que exige um time mais dinâmico.

Assim sendo, o primeiro passo do mapeamento de competências consiste em elencar os conhecimentos e habilidades necessárias para alcançar seus objetivos estratégicos.

Esse processo pode ser feito de uma maneira macro, com as competências essenciais para a organização, e de forma mais específica, com as habilidades fundamentais para atuar em um setor.

Por que o mapeamento de competências é importante para o RH?

À medida que as práticas ESG ganham mais destaque e importância na relação entre empresas e seus clientes, sejam eles internos ou externos, uma equipe diversa e com diferentes habilidades representa uma verdadeira vantagem competitiva.

Por isso, as empresas devem investir estrategicamente na valorização e no aprimoramento das competências dos colaboradores.

Nesse contexto, o time de RH entra em campo com o objetivo de estabelecer e desenvolver conhecimentos e habilidades que são úteis para a organização e que, ao mesmo tempo, estejam alinhados aos esforços individuais.

Como citamos anteriormente, o mapeamento das competências permite à gestão de pessoas estabelecer um cronograma de ações de desenvolvimento para aprimorar e incentivar as habilidades dos colaboradores.

Além disso, com um mapeamento bem definido, é possível garantir a gestão e atração de novos talentos de uma maneira mais assertiva e precisa.

Uma vez que as competências do candidato são analisadas com base nas exigências do cargo, bem como a sua identificação com a cultura organizacional, fica mais fácil definir se ele encaixa-se na vaga ou ganharia mais destaque em outro setor.

5 dicas para fazer um mapeamento de competências eficiente

Mapeie as competências necessárias

Ao longo do texto já falamos sobre a primeira etapa para montar um mapeamento de competências, que consiste em listar as habilidades e conhecimentos relevantes para o perfil da empresa.

Ao mesmo tempo, é possível estabelecer um conjunto de habilidades específicas para cada cargo ou função da empresa.

Como resultado, a empresa tem uma equipe engajada, motivada, competente e, acima de tudo, satisfeita!

Defina indicadores e metas

Em seguida, é importante definir indicadores comportamentais e metas de desempenho para que o colaborador saiba o que a empresa espera dele.

Só para exemplificar, um indicador de competência associado à área de atendimento é a boa comunicação com os clientes e um ótimo relacionamento interpessoal com seus pares.

Assim, um colaborador com essas características, têm mais chances de alcançar as metas pré-estabelecidas pela organização.

Vale destacar que as expectativas sobre os indicadores e metas devem ser alinhadas com cada membro.

Realize uma avaliação de competências

Logo após alinhar as expectativas sobre as competências com os membros da organização, o próximo passo é descobrir quais as habilidades e conhecimentos de cada um.

Em sua maioria, as avaliações são feitas por meio de um questionário aplicado individualmente entre os colaboradores

É importante que o processo seja feito como uma autoavaliação.

Entretanto, em alguns casos, a liderança recebe um questionário específico para preencher com as suas observações e percepções sobre as habilidades do colaborador, pois muitas vezes existe uma distorção da própria capacidade.

Assim sendo, as entrevistas com o time de RH têm sido frequentemente utilizadas para quebrar essa barreira de uma forma leve e dinâmica.

Analise os resultados obtidos

Por fim, a análise de resultados permite que a equipe de gestão de pessoas consiga:

  • Identificar o perfil comportamental de cada colaborador;
  • Estabelecer as competências necessárias para cada setor;
  • Realocar colaboradores com habilidades e conhecimentos destoantes da atividade atual;
  • Definir planos de treinamentos, palestras e outras ações de desenvolvimento;
  • Estruturar e definir o plano de carreira.

Pense fora da caixa

À medida que o mundo muda, as organizações evoluem e mudam com ele.

Atualmente, as novas tecnologias digitais estão cada vez mais integradas com a realidade das pequenas e grandes empresas.

Portanto, é necessário criar um mapeamento de competências que vai além das habilidades essenciais do cargo.

Por exemplo, com o uso de softwares e chatbots para automatizar processos e integrar as equipes, o pensamento inovador é uma competência fundamental para os profissionais do futuro.

Conheça a Neotalk, seu novo RH!

As novas tecnologias assumem um papel importante para otimizar o tempo do time de recursos humanos e, assim, possibilitar que eles invistam em estratégias para aprimorar as competências dos membros da organização.

Pensando nisso, criamos uma ajuda techumanizada para te apoiar nas tarefas e tornar a atuação do setor de RH mais dinâmica e com foco nas pessoas.

Com a Neotalk, você conta com o apoio da Nina, uma assistente especializada em gestão de pessoas e o uso de tecnologias digitais para tornar a atuação do RH menos operacional.

Além disso, a nossa equipe conta com especialistas em chatbot para RH, inteligência artificial e até linguística, que irão garantir o melhor desempenho e eficiência de uma assistente com o tom de voz, cultura e o jeito de agir e pensar de sua empresa.

Agende um bate papo com a nossa equipe e comece a jornada de transformação do seu RH!

Compartilhe
LOGOTIPO-BRANCO

A nova versão do seu RH

Entre em Contato

Copyright © 2020 NEOTALK. Todos os direitos reservados.