Chatbot: o que é e por que devo contratar esse serviço?

Chatbot: o que é? Bem, essa é uma pergunta cada vez mais popular, à medida que o uso dessa inovação está revolucionando a nossa vida pessoal e, inclusive, nossa relação com o trabalho!

De uma maneira geral, a tecnologia busca envolver os clientes, sejam eles internos e externos, com processos ágeis, eficientes e personalizados, contribuindo com a melhor experiência do usuário.

Como resultado, uma estimativa recente feita pela empresa de consultoria Gartner indicou que, até 2022, 70% das interações com o cliente envolverão tecnologias de relação com a máquina, como os chatbots.

Para conhecer mais a fundo essa novidade que já faz parte do nosso dia a dia, no texto de hoje do blog da Neotalk, vamos passar pelos seguintes pontos:

  • Chatbot: o que é?
  • Tipos de chatbot e a sua função
  • Por que adotar um chatbot na sua empresa?
  • Conheça a Nina – o chatbot para RH da Neotalk

Boa leitura!

Chatbot: o que é?

A princípio, a tradução de chatbot é melhor definida pelo entendimento de duas palavras:

  • “chat” que significa “conversa”, em inglês;
  • “bot” que é o diminutivo de “robots”, termo estrangeiro que é traduzido como “robôs”, mas nesse caso indica inteligência por trás dos algoritmos.

Logo, o chatbot é capaz de simular uma conversa bem próxima a de duas pessoas, a partir de padrões de mensagens pré-estabelecidas.

Apesar de muitas pessoas confundirem, chatbot e inteligência artificial não são a mesma coisa.

Na verdade, essa inovação é uma aplicação da Inteligência Artificial que desenvolve uma comunicação com o receptor em tempo real por texto ou voz.

Em suma, os sistemas são programados para interpretar o contexto da conversa e responder a perguntas usando ferramentas de IA, como o Processamento de Linguagem Natural, e/ou Machine Learning, com o qual aprendem automaticamente a partir de cada interação.

Só para exemplificar, a Nina da Neotalk reúne as três tecnologias para responder às dúvidas dos colaboradores, ao mesmo tempo que adapta-se facilmente a linguagem e cultura da organização.

Dessa forma, o uso dessa tecnologia garante uma comunicação eficaz e uma melhor experiência para o usuário.

Inclusive, já falamos aqui sobre como o chatbot para RH auxilia em uma gestão otimizada e mais tempo livre para a equipe.

Tipos de chatbot e a sua função

A função do chatbot é criar uma conversa dinâmica e, assim, contribuir com uma comunicação eficaz e experiência positiva.

Em suma, a principal função do chatbot é estabelecer uma interação com o usuário e entender melhor a sua necessidade.

A partir disso, os diferentes tipos de chatbots terão funções distintas:

Chatbots baseados em regras

Esse tipo de chatbot segue regras predefinidas e age com base em ações de cliques, como “Sim” vs. “Não”, ou reconhecendo uma determinada palavra-chave.

Caso o usuário apresente uma palavra ou conceito que ainda não foi inserido, o chatbot indicará a resposta mais próxima.

Dessa forma, a comunicação com o cliente pode apresentar ruídos e gerar uma experiência ruim.

Nesse contexto, o chatbot com regras pré-estabelecidas é mais utilizado em sites institucionais e seguidos de opções para direcionar o usuário.

Chatbots de inteligência independente

Em contrapartida, os chatbots com aprendizado de máquina analisam automaticamente o perfil do usuário e indicam as melhores alternativas.

Ao mesmo tempo, caso o usuário digite algo fora do contexto, com apoio da inteligência artificial e o Processamento de Linguagem Natural, o software cria uma resposta nova e relevante.

De um certo modo, o sistema torna-se mais inteligente a cada nova interação e, assim, cria uma conexão única com os usuários.

Só para exemplificar, temos os famosos assistentes virtuais baseados em voz, como a Siri e Alexa, que tornam nossas vidas mais fáceis.

Por meio da análise de nosso comportamento, elas respondem às nossas perguntas e são capazes até mesmo de sugerir uma nova música para a playlist.

Por que adotar um chatbot na sua empresa?

Acima de tudo, estamos entrando em um novo momento do perfil consumidor, onde os nativos digitais já fazem parte das decisões de compras, bem como na busca por um emprego.

Segundo uma pesquisa da Freshworks Inc., 70% dos millennials – pessoas nascidas entre 1981 a 1995 – já interagiram com um chatbot e mais de 80% estão satisfeitos com a resposta que receberam.

Além de estar alinhado com os desejos do público, o chatbot traz outras vantagens para as organizações.

Automação de processos

A automação de processos consiste em transformar uma atividade realizada manualmente em procedimentos automáticos com a ajuda de uma nova tecnologia.

Em resumo, ela fornece um novo método para realizar as tarefas repetitivas e operacionais, com um consumo de tempo menor e sem a necessidade de total concentração das equipes.

Como exemplo, criamos um chatbot para auxiliar na construção de um RH estratégico, onde a equipe não precisa perder horas atendendo às dúvidas dos colaboradores.

Nesse contexto, a Nina consegue se integrar facilmente a outros sistemas da empresa e retornar com uma resposta específica para cada colaborador.

Assim, a equipe de RH ganha mais tempo para focar e planejar ações estratégicas para a empresa, e os funcionários a tranquilidade de ser atendido sempre que quiser.

Disponibilidade 24 horas por dia, sete dia por semana

Independente do tipo de chatbot, a disponibilidade ilimitada é um dos pontos fortes dos chatbots.

Assim, eles reduzem os custos e potencializam a satisfação do usuário.

Por exemplo, eles suprem a necessidade de manter uma equipe de atendimento disponível durante a madrugada, mas sem dispensar uma resposta ágil para o cliente.

Pensando nisso, desenvolvemos um aplicativo exclusivo para estarmos sempre juntos a sua equipe, mesmo nas modalidades de trabalho a distância.

Aumenta a satisfação do cliente

Conforme citamos anteriormente, os usuários se acostumaram facilmente aos chatbots e contam com sua agilidade no autoatendimento.

Afinal, com o apoio da tecnologia não é necessário esperar que um agente fique disponível ou responda a cada uma de suas mensagens individuais.

Em outras palavras, os chatbots fornecem suporte sem atrito, com menos esforço e uma resolução quase instantânea.

Além disso, no caso do uso de chatbot com inteligência independente, como a Nina, é possível utilizar as informações a respeito do comportamento dos funcionários a seu favor.

Isso porque a ferramenta disponibiliza um histórico de contatos, perguntas mais frequentes e avalia também o feedback sobre a comunicação.

Dessa forma, é possível propor eventuais atualizações de abordagens, pensando em oferecer melhores experiências para os clientes, sejam eles internos ou externos.

E todos nós sabemos que uma experiência positiva do cliente abre caminho para consumidores mais leais e funcionários mais satisfeitos.

Conheça a Nina - o chatbot para RH da Neotalk

O chatbot de RH da Neotalk une a experiência do usuário, o conhecimento de especialistas em RH e tecnologia de ponta para gerar uma interação veloz e eficiente para seus colaboradores.

Assim, a nossa Inteligência Artificial alia o conhecimento de especialistas e processos, como o Processamento de Linguagem Natural e Machine Learning, permitindo que a Nina aprenda a cada interação, trazendo a resposta certa para o seu colaborador.

Veja alguns de seus benefícios:

  • Dashboards de RH periódicos com indicadores-chave;
  • Linguagem adaptada à cultura organizacional;
  • Inserção de novos diálogos;
  • Comunicação voltada à estratégia;
  • Mensagens instantâneas segmentadas;
  • Jornadas de automação e autoatendimento;
  • Desenvolvimento de avatar persona.

E ainda tem mais! Nós, da Neotalk, realizamos todo o acompanhamento, gestão e curadoria do seu Assistente Virtual. 

Tudo para que sua empresa possa alcançar os melhores resultados possíveis com a tecnologia.

Por último, te convidamos a começar a jornada de transformação do seu RH hoje mesmo!

Fale com a Neotalk e peça sua demonstração gratuita!

Compartilhe
neotalk-logo-branco

A nova versão do seu RH

Entre em Contato

Copyright © 2020 NEOTALK. Todos os direitos reservados.